EVANGELHO DO NATAL (24/12): Revivendo o 2º. maior acontecimento da Terra – o Nascimento de Jesus.
ATUALIZANDO: Mensagem do Papa Francisco para o Natal de 2023.
EVANGELHO
“Aconteceu que, naqueles dias, saiu um decreto do imperador Augusto mandando fazer o recenseamento de toda a terra…” O evangelho começa dizendo que José e Maria foram cumprir um dever humano, dever de cidadão. Depois de uma viagem cansativa, ainda mais pelo fato de Maria estar grávida já nos dias de ter a criança, tudo que precisavam era de abrigo para seu descanso. No entanto, não foram acolhidos, “não havia lugar para eles na hospedaria”. Havia na região muitas grutas que abrigavam os pastores com seus rebanhos, amparando-os das chuvas e sol forte. E foi em uma dessas grutas que Jesus nasceu. Permitindo que Ele nascesse nessas condições, certamente Deus quis que a humanidade conhecesse seus planos e nos levasse à reflexão sobre os valores da vida. O ambiente rústico e desconfortável não tirou a alegria do casal e dos pastores privilegiados que, de início, ficaram com medo, mas o anjo deu-lhes tranquilidade para eles festejarem a grande conquista: “Eu vos anuncio uma grande alegria, que será também a de todo o povo, hoje, na cidade de Davi, nasceu para vós o Salvador, que é o Cristo Senhor!” No nascimento de Jesus cumpre-se a alegria anunciada, com os anjos cantando: “Glória a Deus no mais alto dos céus, e na terra, paz aos que são por ele amados!” (Lucas 2,1-14)
MENSAGEM DO PAPA FRANCISCO PARA O NATAL DE 2023
“Renovar a Esperança!” No mundo em guerra em que estamos vivendo, a nossa mensagem de natal não pode ser outra, senão uma prece como fizeram os anjos à noite em Belém: “Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens de boa vontade”. Que haja paz! Que a humanidade aprenda a vier em paz, em harmonia. Como cristãos temos duas grandes festas que marcam a nossa fé: Encarnação e Ressurreição. A mais importante é a Ressurreição, – a Páscoa – mas devido ao aspecto comercial o Natal ganha destaque. No tempo natalino, muitas pessoas se preocupam com o exterior: a decoração das casas, ruas, parques e se esquecem de preparar o seu interior, purificando seu modo de agir, fazendo uma revisão de vida e retomando os verdadeiros valores cristãos. O Natal nos convida a renovar a esperança, pois “Um menino nasceu, um filho nos foi dado” (Is 9,6) e a vida renasce sempre que uma criança vem ao mundo. O pessimismo e o medo devem desaparecer do meio de nós. Não há mais lugar para o individualismo, nem para as ideologias. O Evangelho é agora uma pessoa: Jesus. Sempre é Natal quando fazemos atos de bondade porque damos esperança a alguém, que necessita de nós. O Natal de verdade vai acontecer porque Ele nascerá nos gestos de fraternidade (Trechos da mensagem de Natal 2023 do Papa Francisco).
Padre. Rosivaldo Motta.
Compartilhe: