EVANGELHO DO DOMINGO(17/12): “Eu sou a voz que clama no deserto: Aplainai o caminho do Senhor!”⁷

 

ATUALIZANDO: Aplainar o caminho que leva ao nosso coração e à nossa mente.

 

 

EVANGELHO

 

“Apareceu um homem enviado por Deus, chamado João”. Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz. Foi este o testemunho de João: “Eu não sou o Messias”. “Eu sou a voz que clama no deserto: Endireitai o caminho do Senhor”. “Eu batizo com água, mas no meio de vós está Alguém que não conheceis”, “eu não sou digno de desatar a correia das suas sandálias” (João 1,6-8.19-28).

 

APLAINAR O CAMINHO QUE LEVA AO NOSSO CORAÇÃO E À NOSSA MENTE”

 

João veio para “aplainar” o caminho de Jesus. E o que significa “aplainar” nessa linguagem metafórica utilizada pelo profeta Isaías, e depois por João Batista? A estrada tem muitos altos e baixos, partes que o solo é impróprio para suportar o asfalto e o peso dos carros, lugares onde são necessários pontes, aterros, viadutos, redutores de velocidade… Mas, que caminho João tinha a missão de aplainar? O caminho que leva ao nosso coração e à nossa mente. Quantas vezes esses caminhos estão completamente obstruídos por culpas, preconceitos, raivas, ressentimentos, orgulho. A culpa nos leva à autocondenação, e antes que alguém nos condene, nós já nos excluímos, nem dando a oportunidade da outra pessoa se aproximar! E assim, muitos outros males e caprichos nos levam a “deixar o caminho intrafegável…” João apresenta Aquele que se propõe, não apenas a “consertar o caminho”, mas ser o próprio caminho: Jesus Cristo – e o próprio Jesus confirma: “eu sou o caminho, a verdade e a vida”.

 

Padre Rosivaldo

*NOVO Facebook:* Rosivaldo Motta Motta

Compartilhe: